blue-flower.jpg

Réplicas da Fundação Champalimaud, da Torre de Belém ou da emblemática praça da fruta das Caldas da Rainha são algumas das construções que podem ser vistas nas Caldas da Rainha entre 21 de outubro e 1 de novembro, no âmbito de uma exposição que envolve 20 milhões de peças de lego.

A exposição em causa ocupará os 7.000 m2 do Pavilhão de Feiras da Expoeste, nas Caldas da Rainha, e é organizada pela associação Alfalug. Segundo Dina Santos, responsável pela referida associação, trata-se do “maior evento Lego da Península Ibérica”.

Segundo a Lusa, as dezenas de construções que estarão patentes na exposição “podem envolver 20 milhões de peças” – só a réplica da Fundação Champalimaud terá 1,6 milhões de peças.

O denominado Caldas Fan Event irá ainda apresentar mega cidades e as mais variadas construções distribuídas por “mais de 50 mesas temáticas” instaladas no recinto que contará com zonas de diversão e insufláveis, escreve a Lusa.

A organização estima que o evento seja visitado por “mais de 30 mil pessoas”. A Alfalug não tem fins lucrativos e parte da receita conseguida reverte para a associação e bombeiros locais e para o Centro de Educação Especial Rainha Dona Leonor.

A entrada é gratuita para crianças que tenham até cinco anos. O preço do bilhete para crianças até 12 anos é dois euros enquanto para o restante público é três euros.

Contactos